Peso nas linhas e audiovisual de primeira: Khriz Santos lança clip de LNH8, com participação de Ravi


Dinheiro, ascensão social, violência e escolhas determinantes para a vida desde a infância. Essas são algumas interrogações, ora exclamações, que permeiam a cabeça de muitos jovens da periferia. Na Linha 8 não seria diferente. Atualmente representada pelo bairro da Liberdade, a quebrada inspirou a música LNH8, de Khriz Santos, com participação de Ravi do grupo Nova Era, dois nascidos e criados por lá.

O lançamento da canção aconteceu em 8 de novembro de 2016, há nove meses, mas a qualidade do clipe mostra o porquê e justifica tamanha espera. Produzido pelo coletivo Navision, o filme reúne imagens características do dia a dia da Liberdade, com uma qualidade e transição de takes construídos com muito primor. Vale muito a pena, não só assistir, mas prestar atenção.


Pelo fato de desconhecerem o nomenclatura "Linha 8" para aquela região, muitas pessoas questionaram o que significava a expressão e, por vezes, levantaram hipóteses associadas a alguma organização criminosa.

"Sempre perguntavam se existia uma nova facção que atendia pelo número 8, porém essas especulações foram esclarecidas e nada grave aconteceu. LNH8 passou a ser um grito, uma marca, um movimento ao qual moradores de outros bairros também se sentem parte".

Ele também faz uma analogia a simetria do oito quando entende que os dois círculos que compõem o número deviam representar as quebradas em guerra, mas unidas em um único propósito, já que são todos crias do mesmo lugar. "Com o termo 'tudo oito' eu digo que, ao invés de seus iguais optarem por um lado nessa guerra entre facções, eles deveriam optar por ser um só, afinal todos são da mesma área", explica.

Quem acompanha o trabalho do Nova Era sabe que faz parte da identidade de Ravi, vocalista do grupo ao lado de Moreno - tem Dj Kbeça na parada também - com o bairro da Liberdade e suas respectivas quebradas. Para ficar o mais original ainda, tipo "em casa", as imagens foram captadas nos mesmos lugares onde ele cresceu. "Ravi chega com peso na música porque ele traz a relação de amor e ódio vivida ali, além de citar lugares adjacentes conhecidos por moradores da Liberdade. De quebra, relata bons momentos na época que não havia guerra de facção", conclui Khriz Santos.

Já que falamos da qualidade do vídeo produzido pela Navision, vamos "dar nomes aos bois". O roteiro fica por conta do próprio protagonista, Khriz. A edição foi tarefa de Iago Moratto, enquanto as imagens, direção e finalização com Mateus Chagas. Outro Chagas, o Lucas, assina como assistente de produção, enquanto Felipe Moura foi o responsável pela produção executiva.


© 2018 - RapZeroSeteUm - Todos os direitos reservados