O que você não sabe da Cypher "VIDA REAL" Correria contou ao RAP071 - Confira!



"Na real, eu quis reunir o bonde depois de uma matéria nacional aí, falando que ciclano quis pegar beltrano. Ao invés de fazer um som só com Baco, preferi chamar os manos e mostrar que o rap da Bahia está acima de qualquer treta, tá acima do ego". É com esse relato direto que Correria, Mc baiano radicado em São Paulo, explica o nascimento da Cypher "VIDA REAL", música que reúne seis renomados Mc´s da capital baiana.

"Disputa de ego, esse dom renego deixo pra esses pregos que não tem visão uma pá de vacilão agindo na emoção fazendo da cena Hopi Hari, Jão"

(Correria - VIDA REAL)

Além do proponente, Makonnen Tafari, Baco Exu do Blues, Lukas Kintê, Vandal e Ravi (Nova Era) completam o time da composição que acumula mais de 100 mil visualizações no Youtube em menos de uma semana. "Hoje acordei e vi que o MV BILL deixou um salve lá no vídeo. Estamos no orgânico e estamos no caminho certo, o caminho da união", diz Correria sobre a boa impressão que o vídeo tem tido, usando o exemplo da audiência entre outros músicos.

Correria é cria da Suburbana, mas foi na capital paulista onde seu rap ganhou espaço e parcerias, após a oportunidade do recomeço de uma vida menos violenta ter te tirado de Salvador para São Paulo. Apesar do destino, o Dinho, como era conhecido nas ruas, acredito que "o rap da Bahia é forte e tem tudo para ter seu próprio capital de giro, seu próprio mercado". De acordo com o próprio, ele já faz som com alguns dos integrantes da Cypher desde 2005 e por isso achou que era um bom momento para celebrar a união desses, no mínimo, 12 anos de estrada.


Tudo indica que as vindas de Correria para a Roma Negra durante o verão podem render mais e bons frutos. Ao RAP071 ele adiantou que em dezembro deste ano estará aqui novamente e com ele a "VIDA REAL PARTE 2". "Já tenho vários projetos em mente para realizar quando chegar aí. Já tenho alguns nomes em mente, mas prefiro não divulgar ainda. O que posso adiantar é que faço questão de ter o Dark com nós nesse projeto", exclamou.

Parte da boa repercussão que o vídeo - gravado na comunidade do Quebra Bunda, Cidade Baixa - vem acumulando deve-se ao exímio trabalho audiovisual de Og Cerqueira e Walter de Abreu, enquanto quem assina os beats é Evandro César. "Conversei com meu padrinho Dj Cia do RZO e pedi para ele mixar esse som", explica o privilégio de ter esse grande nome do rap nacional em seu time, para uma produção que conta também com a mixagem de Thomas TH.


© 2018 - RapZeroSeteUm - Todos os direitos reservados