Buscando reencontrar música baiana na música rap, Eldo Boss lança disco ‘Rebaianizar’

Um disco para resgatar e ressignificar a música rap baiana. Proposta ousada? Talvez! Mas nada que desmotive Eldo Boss em seu desejo de construir canções com elementos do rap e da musicalidade baiana. ‘Rebaianizar’ é o verbo que traz a ação do músico em seu novo disco, numa tentativa de resgatar o rap soteropolitano dos anos 90 das influências sulistas da década atual.


"Ginga soteropolitano falo 'disgraça' e não mano e agora canto esse refrão..."


Esse é o primeiro disco de Eldo Boss como rapper, e ele deixa claro o conceito trabalhado nas seis faixas de ‘Rebaianizar’: falar sobre dramas, crônicas e narrativas soteropolitanas utilizando como base instrumentos orgânicos e digitais que traduzem a cultura musical baiana. O trabalho, como ele define, é “um grito contra esse padrão estético que desejam encaixar a baianidade”.


Do underground ao afropop, rapper Eldo Boss leva pluralidade nas suas músicas


Esse conceito é possível ser visto em faixas como ‘Avião’, uma versão sobre o trabalho dos aviãozinhos do tráfico em cima do ritmo hardcore – muito presente na cultura underground de Salvador-, e na música ‘Baiano não é brincadeira não’, onde ele utiliza como base um sampler da música ‘Deus e o diabo’, de Caetano Veloso, para narrar a vivência e característica dos baianos.



- “O disco é um grito contra esse padrão estético que desejam encaixar a baianidade, comportamento e diretrizes. Devemos fugir de todas as condições, tomar conta do nosso espaço e nos reconhecer nele”, comenta Eldo Boss.


Além de Caetano, o disco ‘Rebaianizar’ trabalha também o sampler de músicas de Dorival Caymmi e Camisa de Vênus, todos extraídos diretamente de discos de vinil para, assim, preservar a roupagem ‘crua e suja’, como bem descreve o artista. Toda a produção do disco, inclusive os samplers, é assinada por Marcelo Santana, da AquaHertz Beats, que é especialista em música baiana e eletrônica.


Eldo Boss e Vagabundo Prodígio contam romance real no single ‘Roma Negra’


Outra característica interessante do novo disco de Eldo Boss, essa invisível aos ouvintes do disco, é a participação do músico na produção orgânica das faixas. Ele aparece tocando guitarra, violão, cavaquinho e Derbak – instrumento de percussão tradicional na música árabe. E é com essas experimentações e ousadia que Eldo Boss tenta reencontrar a cultura baiana na música rap, ou, melhor dizendo: ‘Rebaianizar’.


Ouça o álbum 'Rebaianizar', de Eldo Boss, nas plataformas Deezer e Spotify.

MATERIAL PRODUZIDO PELO LAB071



© 2018 - RapZeroSeteUm - Todos os direitos reservados